Sábado, Junho 15, 2024
Sábado, Junho 15, 2024

TU NÃO PARISTE O MEU DESTINO

Se há peripécia ou clássico que é de temer são as quezílias de sogra e nora, claro que é tudo por amor, mas o caricato é que é tudo concentrado no mesmo alvo, ou melhor no filho ou no noivo. As guerrilhas ou impressionantes formas e formatos de colocar o amor à prova dá para tecer fios e fios de narrativa das melhores intenções e das piores interpretações. Quem nunca?

Protagonizada por Carlos d’Almeida Ribeiro e as duas atrizes brasileiras Glória Rabelo (tornou- se atriz aos 50 anos) e Carolina Stofella (atriz atualmente de séries na Netflix (“Temporada de Verão” e no LOOKE com a série “Desconstruída”) e parte de elenco vencedor de alguns prémios/distinções), contam nesta história, que podia muito bem ser a sua, que Jandira uma mulher livre, porém uma mãe possessiva e castradora. Fez da vida do filho a sua própria vida. Vive um conflito psicológico que se agrava com a possibilidade de ‘perder” o seu filho para a sua nova namorada. Porém, tudo se agrava com a chegada de Karina, que imediatamente percebe o jogo da sogra e começa a “jogar” também. A partir daí, o embate psicológico é instalado e tudo pode acontecer. Até que Pedro António José (Pêpêtózé) consegue ganhar forças para gerir a sua própria vida, encarar os seus medos e as suas vontades. A saber: Pedro António José (Pêpêtózé) – são os nomes dos três homens com quem Jandira esteve na semana que veio a Portugal para o Congresso de Advogados e mais esclarecimentos só vendo mesmo.

De forma cómica e por vezes dramática, assistimos ao desenrolar desta história.

A comédia é a 86ª produção do Teatro Independente de Oeiras, de autoria de Glória Rabelo, que menciona “Sempre gostei de escrever sobre famílias. Ali se encontram as melhores e diferentes histórias. Já escrevi sobre dois irmãos, duas irmãs, sobre marido e mulher, porém, o elo mais forte e indissolúvel, é entre a mãe e filhos. Não é raro as vezes em que a mãe projeta a sua vida, na vida de seu filho. É sobre essa relação, que me propus a escrever o texto: VOCÊ NÃO PARIU O MEU DESTINO.” e encenação de Carlos d’Almeida Ribeiro, também desafiado pela autora a protagonizar uma das personagens na peça, afirma que “esta peça surge no seguimento da missão do T.I.O. na internacionalização do seu trabalho, agregação de valor no acolhimento e co-produção de espectáculo transfronteiriços e na abertura da sua sala a uma comunidade artística alargada. A autora Glória Rabelo e a actriz Carolina Stofella complementam assim e de forma brilhante, este trio de actores que dão corpo a uma história “antiga” – as relações complicadas entre sogra e nora e a profunda tristeza e revolta que se apodera de uma mãe que perde o filho para outra mulher.”

Bilhetes: 16€ Bilhetes Tu Não Pariste O Meu Destino – Ticketline (sapo.pt) e locais habituais M/16                                               Duração 70 minutos

09 junho a 08 julho de 2023, 6ªf e sábados às 21:30 horas

Informações: bilheteira@teatrodeoeiras.com e 21 440 68 78 Reservas: 1820

RELATED ARTICLES

Mais Recente

CARMEN, em formato de dança flamenca!

O Último Canto – Camões e o Destino

FNAC Live, o festival de entrada livre

error: Content is protected !!