Sábado, Abril 13, 2024
Sábado, Abril 13, 2024

Slow J no Super Bock Super Rock dia 19 de Julho

Nos dias 18, 19 e 20 de julho, a Herdade do Cabeço da Flauta no Meco volta a receber doses generosas da música mais autêntica, emergente e consagrada, nacional e internacional, e cada dia de Festival é preparado com todo o amor pela música. O cartaz desenhado para o dia 19 de Julho está recheado de hip-hop, R&B e soul, graças a nomes como 21 Savage, Black Coffee e Mahalia. A confirmação de hoje está familiarizada com estes ritmos e é responsável por um dos melhores discos do último ano. Depois de 2 noites completamente esgotadas na MEO Arena, Slow J leva o seu “Afro Fado” ao palco do Super Bock Super Rock, num concerto que promete celebrar este clássico instantâneo da música portuguesa. O rapper atua no Palco Super Bock, no dia 19 de julho

Slow J é uma mistura. João Coelho nasceu em Setúbal, filho de mãe portuguesa e pai angolano. A música sempre foi uma íntima companheira de viagens. Depois de descobrir a sua paixão pela criação musical, voou para Londres, onde produziu obsessivamente, enquanto estudava engenharia de som, retornando a Portugal determinado a entrar num estúdio. Entre estúdios profissionais, guesthouses e o seu quarto, João Coelho produziu, escreveu e cantou os seus dois primeiros projetos: “The Free Food Tape EP” (2015) e “The Art Of Slowing Down” (2017). Editou e distribuiu estes primeiros registos de forma independente, com a ajuda da família e amigos. Em 2018 foi o produtor executivo do primeiro álbum a solo de Papillon, “Deepak Looper”, e no ano seguinte lançou o seu segundo LP, “You are Forgiven”. Este disco é uma labiríntica jornada interior de um Ser Humano que procura, simplesmente, ser ele próprio e ser feliz. Nesta altura, Slow J faz-se ouvir por todo o país, apresentando-se ao vivo nos grandes palcos e eventos de maior relevância. Em 2020 editou “Slo-Fi”, uma produção caseira que relaxa e leva a mente onde o corpo não pode ir. Depois disso afastou-se dos palcos, dedicando-se à produção. Apesar desse recolhimento, continuou a aparecer nos tops da música nacional graças a várias colaborações com nomes incontornáveis da nossa música como Dino d’Santiago, G-son, Ivandro, Ritchie Campbell, Sam The Kid, entre outros. 2023 marcou o regresso aos discos com “Afro Fado”. Neste registo o músico revela um ensaio sobre a identidade portuguesa em todo o esplendor da sua mistura. “Afro Fado” chegou com estrondo, causando um impacto cultural e comercial poucas vezes sentido na música portuguesa. Depois de ter sido o álbum português mais ouvido de sempre nas primeiras 24 horas após o lançamento e de ter ocupado a oitava posição no top Debut Global do Spotify, “Afro Fado” levou Slow J a esgotar duas vezes a lotação máxima da Altice Arena. Temas como “Where U @”, “CorDaPele” ou “Tata” conquistaram o público e a crítica, fazendo deste disco um dos melhores de 2023. Slow J leva estas novas canções ao Palco Super Bock, no dia 19 de julho

RELATED ARTICLES

Mais Recente

error: Content is protected !!