Amar Amália, Mais Que Uma Vontade Um Desejo Concretizado

 

Amar Amália, foi o que se fez no passado dia 25 de novembro no Salão Preto & Prata do Casino do Estoril, foi muito mais que um concerto e uma homenagem única á mulher que fez do fado a sua vida até ao último suspiro.

As 5 magnificas vozes de Sara Correia, Marco Rodrigues, Marisa Liz, Cuca Roseta e Paulo de Carvalho engrandeceram de forma única os fados mais icónicos de Amália.

Trinam as guitarras e faz-se silencio, do vazio nasce o arrepio que a voz de Sara Correia nos faz sentir. “Foi por vontade de Deus” comove toda a sala que se rende a uma das mais incríveis vozes da nova geração do Fado.

As almas suspiram e Marco Rodrigues agarra essas mesmas almas e levas consigo numa primeira viagem ao seu tema “Tempo” não se cantava Amália neste momento, mas cantava-se fado, e estivesse ele onde estivesse, Amália sentir-se-ia feliz porque o fado esteve sempre presente e vivo em todos os momentos.

Não tão ligada ao fado, mas com a sua voz única Marisa Liz traz-nos o fado de forma mais leve substituindo o famoso dito “Anda Pacheco”, por um “bora lá pessoal” que é tão seu.

Marisa energizou a sala que precisava de novo voltar ao triste e melancólico sentir do fado e eis que nos chega Cuca Roseta com o belíssimo fado da “Rua do Capelão” passando por um tiro liro liro até ao final arrebatador de “Foi Deus”.

Chegamos assim ao último convidado da noite, senhor de um timbre único Paulo de Carvalho traz-nos o seu reportório ao palco. Entre o improviso do tema preludio só com voz e precursão à mãe negra que nos faz inquietar a cada palavra cantada.

Por fim e com todos em palco cantou-se a uma só voz o tema “Amália” terminando assim uma noite em que mais uma vez podemos homenagear e “Amar Amália”

Texto | Elisabete Miranda
Fotos | Paulo Miranda

Flickr Album Gallery Pro Powered By: wpfrank