O Sol continua a brilhar na Caparica

 

O sol irradia o céu mais uma vez neste terceiro dia de festival a 13 de agosto. O dia abre com Mangope no palco comédia, seguido de Hugo Sousa e Vasco Elvas. Entretanto, antes da abertura do palco Super Bock, entra Karyna Gomes seguida de Kady & Amigos, no Palco Free Now, com um público ainda relativamente reduzido, tendo em conta que grande parte das pessoas ainda não tinham chegado ao recinto.

Nuno Ribeiro, abre o Palco Super Bock, já com um maior público e uma receção com entusiasmo. Contudo quem abre realmente o dia é sem dúvidas Cuca Roseta com os seus cantos bem portugueses numa voz forte e destemida encantou o público, deixando todos ao rubro quando desceu do palco.

De seguida tivemos ProfJam no Palco Super Bock e também  Ivandro, no Palco Free Now, com a surpresa de Bispo que veio cantar conjuntamente, esta surpresa foi bastante apreciada pelo público. Por volta da mesma hora abriu o palco de dança com Latin Attitude e Tiago e Fi, o qual só fechou no final da noite com Showmen.

Pouco depois, Branko, a fechar o Palco Free Now com uma plateia bem composta e animada e a acompanhar a batida. De seguida abriu o Palco Unlock Energy com Afrokillerz que passam temas eletrónicos com toques do instrumental afro que dão um toque diferente à performance.

A encerrar o palco Super Bock tivemos Plutónio seguido de Sam The Kid com Orquestra e Orelha Negra, que foram as duas performances com mais aderência da noite. Plutónio traz ao palco uma mão de amigos de caras tapadas que vêm tematizar o palco, tendo disparado fumo durante a performance. Sam the Kid veio finalizar o palco Super Bock em grande destaque. Trouxe consigo a Orquestra, os Orelha Negra, Mundo Segundo. No decorrer da atuação entram também em palco Bispo e NBC que cantam em conjunto com Sam. Para surpresa de todos houve também a aparição do Pai de Sam, a dar voz à introdução da música Sofia, muito esperada pelo público. Foi uma performance bastante sentida pelo público, onde se notou um grande embalo e reflexão pela parte da mesma, o que seria um efeito de esperar das letras complexas do artista.

Conclui-se então este terceiro dia de festival que tem vindo a corresponder com artistas variados e um recinto bastante completo de tudo que se esperaria num evento do tipo. Notou-se uma maior lotação neste dia em comparação aos dois anteriores, o que seria de esperar num sábado com artistas tão cobiçados e presentes.

 

Texto | Pedro Guedes Maroco
Fotos | Jorge Torres Carmona

Flickr Album Gallery Pro Powered By: wpfrank