ROCK IN RIO 2022 em O DIA DO POP-ROCK

 

O primeiro dia do segundo fim-de-semana do Rock in Rio foi dedicado à pop-rock dos anos 80.

Os Bush abriram o Palco Mundo, com muitos fãs a darem as boas-vindas à banda britânica, que tocou vários dos seus êxitos. Gavin Rossdale aproveitou para agradecer o carinho do povo português e passeou entre o público, referindo que já tinha saudades de Portugal. Seguiram-se os UB40 que fizeram um concerto marcado por vários sucessos cantados pelo público e que deixaram no ar uma melancolia de anos passados.

Os A-ha estrearam-se em Portugal, sendo uma das bandas mais aguardadas da noite, a par dos Duran Duran. Fizeram um sólido concerto, que mostrou que ainda estão em grande forma, e aproveitaram para dedicar a música “Crying in the Rain” ao povo ucraniano. Os Duran Duran fecharam a noite no palco principal, com um concerto nostálgico, recheado de canções que todos conhecem, como “Wild Boys”, “A View to a Kill”, “Save a Prayer” ou “Ordinary World” que dedicaram ao povo ucraniano, manifestando-se contra a guerra na Ucrânia.

No Palco Galp Music Valley, destaque para as atuações de António Zambujo, Ney Matogrosso foi rei do palco e deu um excelente concerto e José Cid que fechou a noite e levou a multidão ao rubro com as suas conhecidas canções e boa disposição.

Texto | SM
Fotos | Jorge Torres Carmona