Ana Laíns “20 Anos de Carreira” a 31 de Janeiro no Salão Preto & Prata do Casino Estoril

Ana Laíns começa 2020 da melhor forma: a esgotar o Salão Preto e Prata do Casino Estoril, que recebe no próximo dia 31 de janeiro o concerto de celebração dos seus 20 anos de Carreira.

Desta celebração, que esgota a duas semanas da data de realização, participam inúmeros convidados que foram fulcrais no percurso de Ana Laíns, como: Luís Represas, Ivan LinsMafalda ArnauthFernando Pereira, Silvestre Fonseca, Fernando A. Pereira (trovador) e ainda o Grupo Cantares de Évora e as Adufeiras de Idanha-a-Nova.

Ana Laíns refere “Não poderia deixar de celebrar esta paixão nos meus 20 anos de carreira. Acredito no Poder da Memória! Acredito na Magia da Memória! E é por isso que no dia 31 de Janeiro o glamour do Casino Estoril será inundado pela Portugalidade nas suas mais diversas formas.

Este concerto tem também uma vertente solidária e de retribuição à comunidade, pelo que 10% do valor de bilheteira reverte diretamente para a Re-food de Cascais, que tem por objetivo contribuir para a resolução do problema da insuficiência alimentar de famílias, através da recolha e da redistribuição indireta de excedentes e/ou de dádivas de produtos alimentares.

 

ANA LAÍNS
Ao longo de duas décadas, a cantora tem construído uma carreira discreta, longe do mainstream, mas inquestionavelmente sólida e auto-suficiente.

Na Grécia Chamaram-lhe “Diva de um Fado Diferente”

Em França chamaram-lhe “Virtuosa do palco”.

Em Portugal, gosta de ser conhecida como “Cantora Colorida” e é considerada uma das mais bonitas vozes da Língua portuguesa.

Colorida pelas cores de um país que é a sua grande paixão, e que pintam a música de Ana Laíns desde 1999, ano em que se torna cantora profissional, após ter vencido a “Grande Noite do Fado” de Lisboa no Coliseu dos Recreios.

Em 2006, com o álbum de estreia “SENTIDOS”, é considerada uma das grandes revelações do ano na Música Portuguesa.

Em 2010 surge “QUATRO CAMINHOS”, disco amplamente aplaudido pela crítica internacional.

A sua projeção internacional conhece novos desenvolvimentos, quando em 2009, Boy George, artista distinguido com prémios como o Grammy, Tony ou Brit awards, convida Ana Laíns para uma colaboração no tema “Amazing Grace”, justificando a escolha por considerar a cantora dona de uma “Voz Sublime”.

Em 2014 Ana Laíns é nomeada “Embaixadora das Comemorações dos 8 séculos de Língua Portuguesa”, e a efeméride tem o seu ponto alto no Concerto de encerramento organizado pela cantora, e que esgotou o Grande Auditório do Centro Cultural de Belém. Ana Laíns foi a anfitriã de uma noite que reuniu em palco alguns dos mais expressivos artistas dos 8 Países da Lusofonia, como Ivan Lins, Aline Frazão, Celina Pereira ou Paulo de Carvalho.

No final de 2017 surge “PORTUCALIS”, o disco que já valeu à cantora nomeações nas categorias de “Melhor Cantora Portuguesa  2017”, “Melhor Canção 2017” e “Melhor Concerto 2017”, tendo como referência o concerto na prestigiada Casa da Música no Porto, e foi recentemente considerado um dos 10 melhores álbuns do ano pela imprensa Sueca e Espanhola.

Em 2019, Ana Laíns vê confirmado o sucesso do seu percurso com uma vasta digressão que passa por algumas das principais programações portuguesas e também internacionalmente, passando por Barcelona, Madrid, Sevilha, Saragoça, Zamora, Bucareste, Baku, com especial destaque para o Festival Internacional de Música de Izmir (Turquia), que recebeu uma cantora portuguesa pela primeira vez.

Em 2020 é altura de recordar todo este percurso e fazê-lo da melhor forma logo no dia 31 de janeiro com um concerto de celebração dos 20 anos de carreira no Salão Preto e Prata do Casino Estoril.