Referência da Soul Nacional Prometem Grande Festa!


Os Expensive Soul estão de regresso ao activo, quatro anos depois de Sonhador. “Limbo”, o primeiro single que anuncia novo trabalho para 2018, é uma fortíssima canção de amor, preenchida com o balanço a que os Expensive Soul sempre nos habituaram, e pronta a abanar pistas, a servir de banda sonora para muitas relações, a inundar colunas e auscultadores por todo o lado. Senhoras e senhores, os Expensive Soul não estão num limbo. Estão mesmo aqui. Os Expensive Soul aproximam-se a passos largos do marco de 20 anos de existência. O grupo começou a dar os primeiros passos quando corria o ano de 1999, mas só se estreou com o hoje clássico B.I. em 2004. No percurso de New Max e Demo seguiram-se depois vários marcos: os álbuns Alma Cara e Utopia em 2006 e 2010. O grupo ascendeu a pulso, com os seus temas a ecoarem a voz de uma nova geração: serviram de banda sonora a séries juvenis de sucesso, subiram ao palco de eventos da MTV, que lhes atribuiu o galardão de Best Portuguese Act em 2006, contribuíram para a banda sonora de filmes da Disney e provaram para lá de qualquer dúvida que “O Amor É Mágico” alcançando um retumbante sucesso, de vendas e airplay, que lhes valeu um Globo de Ouro em 2011. Agora, em 2018, os Expensive Soul voltam a acordar e prometem um álbum que pode começar com os sons vintage de “Limbo”, mas que em termos de inspiração e sonoridade poderá muito bem “ir até aqueles anos 90 do Prince”. Em palco é que se vai ver.