A Força e Vitalidade das Novas Linguagens Pop!


Naturais de São Tomé e Príncipe, Fradique e António Mendes Ferreira, Calema, serão os primeiros são tomenses no cartaz d’O Sol da caparica, festival que tem abraçado o mundo que existe dentro da nossa língua tendo já programado artistas de Portugal e Brasil, Angola e Cabo Verde, Guiné ou Moçambique. Os Calema carregam também essa identidade múltipla: com a mesma mestiçagem que caracteriza o povo Santomense, descendem de cabo-verdianos, portugueses e angolares e cruzam na sua arte uma diversa herança cultural. Calema significa uma especial ondulação na costa Africana, como as ondas ao chegar a praia trazem consigo sempre alguma coisa. Os Calema trazem igualmente música, boa disposição, emoções, cultura e o calor do sol santomense. E trazem, também, as canções do disco de estreia Bomu Kêlê (crioulo para “Vamos acreditar”). Repleto de surpresas em crioulo e em português, este é um disco em que o duo Calema assumiu a escrita de todos os temas, servindo-os depois com as suas vozes cristalinas e poderosas. Vamos poder descobri-los no palco d’O Sol da Caparica