Coisas Muito “Bunitas”!


Sara Tavares é uma das vozes portuguesas mais amadas e aplaudidas, tanto dentro como fora de portas e a sua discografia, que inclui álbuns como Mi Ma Bô ou Balancê e Xinti, uma verdadeira arca de tesouro cheia de grandes canções. Sobre ela, escreveu recentemente Kalaf Epalanga, quando o tema “Coisas Bunitas” antecipou a edição de Fitxadu, o seu novíssimo e incrível álbum: “”Coisas Bunitas” é também o tema que volta a colocar a Mana Sara, (nome como é chamada pelos que lhe têm afecto), na cadeira do produtor, lugar onde se sente confortável, não fosse o seu platinado Balancé ter desbravado o caminho para que as sonoridades vindas de África se tornassem hoje na banda sonora oficial da cidade de Lisboa”. Fitxadu mostra Sara Tavares num contexto contemporâneo que ela, de resto, sempre habitou ou não se tivesse tantas vezes cruzado com gente tão avançada quanto Carlão, Buraka Som Sistema ou Ana Moura, para referir apenas alguns exemplos. Com produções de Loony Johnson, Boddhi Satva, Kid Gomez, Conductor ou da própria Sara Tavares, o novo trabalho coloca a “Ginga” no centro do seu mundo e reinventa a ideia de África para o presente sem nunca esquecer a raiz que sempre lhe moldou a voz. Uma maravilha que em palco, rodeada de grandes músicos, como gosta, ganha um charme ainda mais irresistível.