Celeste Rodrigues a 11 de Maio – 21:30 no Teatro Tivoli BBVA

73/95 em concerto

Nasceu em 1923 e começou a cantar aos 22 anos. Foi das primeiras fadistas a internacionalizar-se, levando o Fado além fronteiras. Hoje, referência maior das novas gerações de fadistas, Celeste Rodrigues é a decano da canção nacional.

Com 73 anos de carreira, Celeste já cantou nas mais prestigiadas salas nacionais e internacionais, ressalvando-se a Concertgebouw (Amesterdão), Carnegie Hall (Nova Yorque) ou  Cité de la Musique (Paris), a par com a presença assídua nas casas de fado lisboetas como Café Luso, Café Latino, Adega Mesquita, Tipóia, aAdega Machado, Márcia Condensa, Embuçado e Parreirinha de Alfama. Em 1957, com o seu marido Varela Silva, abriu as portas daquela que se tornou uma das mais proeminentes casas de fado da cidade, a famosa Viela. Fadistas como Alfredo Marceneiro e Berta Cardoso eram residentes neste local de paragem obrigatória para os poetas, artistas e intelectuais da época, que o elegeram local ideal para as suas tertúlias.

Em 2007, após uma digressão europeia com o espectáculo “Cabelo Branco é Saudade”, ao lado de Argentina Santos, Alcindo de Carvalho e Ricardo Ribeiro, editou o álbum Fado Celeste, que reúne fados tradicionais e inéditos com letras de autores contemporâneos, como Hélder Moutinho e Tiago Torres da Silva. Em 2010, no fecho da Festa do Fado da cidade de Lisboa, estreou o documentário sobre a sua vida, Fado Celeste, realizado pelo seu neto, Diogo Varela Silva. Em 2015, em homenagem pelos seus 70 anos de carreira, a secção Herat Beat do Festival Doclisboa abriu com uma remontagem desse mesmo documentário, desta vez intitulado apenas Celeste. Em 2012, recebe do Presidente da República  o grau de Comendador da Ordem do Infante D. Henrique e, a cidade que mais cantou, Lisboa, atribuiu-lhe a medalha de ouro pelo Mérito Cultural.

Com uma vida cheia a quem a idade não parece pesar, Celeste Rodrigues mantém-se activa, cantando regularmente no Café Luso (Bairro Alto) e na Mesa de Frades (Alfama).  Dia 11 de Maio, apresenta-se no Teatro Tivoli BBVA.