La Batalla apresenta Speculum Mirabilium

LA BATALLA apresenta SPECULUM MIRABILIUM
Cantigas de louvor e milagres de Santa Maria em Terras de Portugal

5 de Novembro | Mosteiro de Santos-o-Novo | 16h30

 

Fundado e dirigido por Pedro Caldeira Cabral, o grupo La Batalla foi criado em 1984 e têm-se dedicado desde o seu início exclusivamente à interpretação de música medieval de carácter secular, com especial destaque para o reportório dos trovadores e jograis galaico-portugueses.

O próximo espectáculo decorre a 5 de Novembro no Mosteiro de Santos-o-Novo pelas 16h30 e intitula-se SPECULUM MIRABILIUM – Cantigas de louvor e milagres de Santa Maria em Terras de Portugal. Está integrado na 29ª Temporada do ciclo “Música em São Roque” e o bilhete custa 3€.

Composto por músicos com formação e experiência em diversas áreas musicais, o grupo não pretende assumir o seu trabalho como uma “reconstituição histórica”, dada a escassez de informação musical específica sobre este período, preferindo antes reclamar uma acção de carácter ficcional sobre uma realidade apenas parcialmente conhecida. Utiliza com o rigor possível os elementos conhecidos dessa realidade – melodias, textos e instrumentos – não abdicando duma atitude criativa própria da sua condição de intérpretes do presente, dirigindo-se a auditórios seus contemporâneos.

O grupo La Batalla faz a síntese entre os conhecimentos da musicologia actual e a observação directa de dados fornecidos pelas práticas da tradição oral mediterrânica e utiliza réplicas de instrumentos medievais, na maior parte exemplares únicos, construídos especialmente para o grupo por Pedro Caldeira Cabral.

Os concertos do La Batalla são realizados sempre que possível em espaços visual e acusticamente adaptados ao reportório – castelos, claustros de mosteiros, igrejas e palácios – e incorporam elementos extra-musicais que contribuem para a criação de um ambiente festivo: elementos visuais (trajes), sonoros/simbólicos (tintinábula, cascavéis, matraca) e cénicos (procissão, dança).
 
O grupo tem exercido desde a sua fundação uma actividade intensa e regular, tendo actuado em todo país (continente e ilhas).
 
O Programa
 
“Este reportório para-litúrgico e devocional mariano, com antecedentes no período trovadoresco francês , presente, entre outros, na obra de Gautier de Coinci (1177-1236), monge e trovador que compôs em trinta mil versos e trinta e sete canções “Les Miracles de Notre Dame”, tem como modelo afastado os Livros de Milagres que circulavam nos mosteiros e catedrais durante a Idade Média. Em Espanha, Gonçalo de Berceo (séc. XIII) compõe em castelhano os seus “Milagros de Nuestra Señora”, colecção de narrativas de Milagres de Santa Maria em verso sem notação musical. Chegaram até nós quatro manuscritos iluminados contendo os textos e a notação musical das Cantigas de Santa Maria. São escritos em Galego-Português e apresentam uma variedade de narrativas de milagres ilustrados por miniaturas que se constituem como uma fonte de informação preciosa para o estudo e reconstituição musical das mesmas. Encontramos nestas imagens indícios de práticas musicais diversas, dos grupos corais e instrumentais até à presença das danças cantadas a que se junta um registo documental único, de grande detalhe, dos instrumentos musicais em uso na época da compilação. As melodias apresentadas têm uma variada origem e provavelmente já existiriam, tendo sido adaptadas aos versos numa prática corrente na época, chamada música contrafacta. Concluindo, a nossa reconstituição vocal-instrumental fundamenta-se no estudo de fontes disponíveis, literárias, iconográficas ou ainda na observação directa de práticas musicais coincidentes que se mantêm vivas em certas regiões do espaço cultural mediterrânico.”