Festival O Sol da Caparica – Faz 4 anos que se canta em Português

 

Ontem 10 de Agosto foi o primeiro dia desta quarta edição do “Festival Sol da Caparica” e vai até 13 de Agosto no Parque Urbano da Costa da Caparica no Concelho de Almada.

E o Sol brilhou neste primeiro dia na 4ª edição, onde, para além da música se promovem outras valências tais como o turismo e o desporto que estimulam o desenvolvimento económico local.

O público é um misto interessante. Vêem-se os jovens nas suas primeiras aparições em Festivais de verão, mas também os juvenis que já se movimentam quase como autónomos em diversas atividades. Depois os casais, lá vão eles de mão dada, estes, também em diversas faixas etárias tanto na casa dos vinte como na casa dos cinquentas ou bem mais. Famílias não faltam, com bebés de colo aos já adultos, os filhos e os pais vão em direção aos palcos, mas também vão os tios e os avós e claro os sogros, é vê-los passar em grupo, com vontade de ouvir cantar em português ou então, ver os cerca de 50 Stands onde as ondas, o skate, e a Cultura se mostram.

O recinto pinta-se de verde, é descontraído andar num chão verde e fofo, a relva faz a diferença nestas andanças, bem como as sombras e locais para descansar as pernas e comer.

São dois os palcos. No Blitz o som começa às 18H00 e vai até às 22H00, cinco horas de música em que cada grupo se apresenta a cada hora. Neste primeiro dia foram: Fogo-Fogo, Bonga, “Sam Alone, Trevo e À Sombra do Cristo-Rei.

No Palco SIC/RFM os sons ouvem-se a partir das 20h00. Neste dia os: Tais Quais, Mariza, Criolo, Regula, HMB e para terminar às 02H00 o DJ Nuno Calado.

Um dia que não se fez rogado para início de festival… a coisa promete mesmo, assim continuar!

Texto: Raquel Ataíde
Fotos: Jorge Torres Carmona

Flickr Album Gallery Pro Powered By: wpfrank