Ala dos Namorados de regresso aos discos e à estrada em 2023

 

Depois de algumas interrupções de actividade e mudança na formação, Ala dos Namorados regressa com João Gil e Nuno Guerreiro ao leme, na guitarra e na voz. A banda, que celebra 30 anos desde a sua fundação, prepara-se agora para editar um novo álbum.

Nuno Guerreiro não nega que este regresso era tema de conversa com João Gil de cada vez que os dois se juntavam para cantar. “A energia e a luz que sentimos quando partilhamos o palco é verdadeiramente transparente e o público sente essa verdade”, afirma. Agora têm já dois concertos anunciados, para Loulé e para a Póvoa de Varzim, onde vão reviver os êxitos conhecidos por todos (como Loucos de Lisboa) e também revelar algumas das canções novas. No dia 30 de Janeiro vão fazer um ensaio aberto no Capitólio, com lotação limitada e bilhetes à venda na Blueticket e nos locais habituais a 8€.

Ala dos Namorados tem na prateleira um disco de platina – Solta-se o Beijo e um disco de ouro – Cristal, de onde saiu Fim do Mundo. Oito álbuns de estúdio, dois álbuns ao vivo e uma compilação de Grandes Êxitos depois, os músicos voltam onde já foram felizes – a estúdio – para gravar o nono álbum de originais da banda.

Segundo João Gil, “nas novas canções corre o sangue da cidade mestiça [Lisboa].” Estas terão versos de escritores e letristas eminentes da língua portuguesa, como Mia Couto, José Eduardo Agualusa, Fernando Pessoa, Maria do Rosário Pedreira, Zeca Baleiro e do próprio João Gil.

Nuno Guerreiro e João Gil juntam-se Rúben Alves ao piano, Alexandre Frazão na bateria, Nelson Cascais no contrabaixo e Luís Cunha no trompete. João Gil não tem dúvidas quanto às expectativas do público: “No início procurámos sempre o rigor; agora teremos de estar à altura dele.”