Cores Vibrantes

 

Now United, supergrupo pop internacional, criado por Simon Fuller, regressa a Portugal e encontra-se com os seus fãs. Ponto de encontro: Altice Arena, dia 25 de novembro de 2022, 20H30..

Juventude, cor, ritmo, alegria, ingredientes que provocaram a convergência de uma multidão a este local para partilhar ao vivo o gosto por estas músicas.

É interessante que pessoas de países diferentes, com culturas diversificadas, consigam coexistir, construir e partilhar o projeto musical.

Muitos adolescentes, jovens e outros aguardam pelo início do concerto. Pais e mães a acompanhar os seus filhos e filhas.

A expectativa está no ar.

As luzes são apagadas, nos ecrãs surgem imagens de três elementos da banda, querem ensinar uma coreografia: 5, 6, 7, 8, e 1, 2, 3, 4, 5.. direita, esquerda

É o delírio total quando a banda surge no palco!

A emoção, o barulho, é ensurdecedor!

O branco, mistura de todas as cores do arco-íris, é a cor de eleição ao som de “One Love”.

Olá, Lisboa ….

O palco torna-se uma paleta de muitas cores.

O público vibra formando um coro que acompanha a banda na sua atuação.

As coreografias saltam do palco para o público. Tudo muito ondulante e flexível. As partes unem-se formando o todo.

Os elementos da banda com corpos muito treinados, vozes muito trabalhadas conseguem efeitos fortes e interessantes. Muita sincronia.

O desafio foi lançado, de que lado sou eu? Cordas vocais a produzir muito som, cada lado a tentar vencer o outro. Afinal não interessa o lado, interessa participar e colaborar no efeito.

A explosão de fogo de artifício no ecrã e todos pulam.

Cada música que começa arranca um coro de agrado e alegria.

A palavra que mais se ouve nas letras é “Love”!

Milhares de “pirilampos” vindos das lanternas dos telemóveis iluminam na escuridão!

As músicas, que traduzem influências de diversos pontos do Planeta Azul, agradam ao público que as conhecem e acompanham na sua melhor voz.

A música embala e envolve, convidando até os menos jovens ao movimento, agitar a estrutura óssea. Vamos gastar a energia acumulada gerando calor humano.

Será que a música é a linguagem universal que liga todos os povos da Terra?

Texto | Lady Ororo Adonisa
Fotos | Jorge Torres Carmona

Flickr Album Gallery Pro Powered By: wpfrank