OS “MASTERS” OF METAL METALLICA

 

No terceiro dia do NOS Alive 55 mil pessoas rumaram ao Passeio Marítimo de Algés para ver Metallica.

No palco NOS os Don Broco abriram as hostes, seguido do rapper AJ Tracey. Os britânicos Royal Blood deram um bom concerto de rock, mostrando a razão de estarem no palco principal. O público correspondeu e foi aquecendo com moches, enquanto esperava o concerto da noite.

Os Metallica entraram em palco após a intro habitual com “Ecstasy of Gold” de Ennio Moriconne, com “Whiplash”, “Creeping Death” e “Enter Sandman” e mostraram desde os primeiros acordes porque é que se mantêm como uma das bandas de metal mais queridas, que contam já com 41 anos de carreira. James Hetfield aproveitou para perguntar ao público se estavam vivos, a que responderam “sim” em uníssono e agradeceu à família metallica estarem juntos uma vez mais, naquela que era a última paragem da digressão europeia. As músicas sucediam-se e os riffs também e na tela no palco passavam várias imagens de uma carreira imensa. Para o fim ficou “Seek & Destroy” antes do encore com “Damage Inc” com a bandeira de Portugal no palco com Metallica inscrito por cima, “One” e a fantástica “Master of Puppets” com direito a fogo de artifício. No fim, James Hetfield voltou a dizer que o fazíamos sentir muito bem e pela reação do público, podem voltar as vezes que quiserem para visitar a família.

Pelo palco Heineken passaram os Alta Avenue, Sea Girls, Nicki Nicole, St. Vicent com um fantástico concerto que mostrou o seu talento, Três Tristes Tigres que tiveram o azar de tocar à mesma hora que Metallica e viram o espaço pouco cheio, a britânica M.I.A. que deu um concerto electrizante e, contrariamente ao concerto anterior, estava a abarrotar e por fim Pedro da Linha B2B Riot.

No palco EDP Fado Café apresentaram-se as jovens fadistas Matilde Cid e Teresinha Landeiro.

Texto | SM
Fotos | Jorge Torres Carmona

Flickr Album Gallery Pro Powered By: wpfrank