A importância de uma mensagem bem escolhida

Os números não enganam. A humanidade enfrenta um problema global de resíduos. Os países desenvolvidos, que são casa para apenas 16% da população humana mundial, geram cerca de 34% dos resíduos mundiais todos os anos.

Só em 2018, os países da União Europeia geraram 2337 milhões de toneladas de resíduos em todas as atividades económicas e domésticas. Isto corresponde aproximadamente a cinco toneladas de resíduos por residente da União Europeia. Por outro lado, pouco mais de metade dos resíduos foram tratados em operações de valorização, dos quais apenas cerca de 38% foram reciclados. O restante foi enviado para aterros sanitários, incinerados ou eliminados de outra forma.

Nos círculos ambientais, os três Rs: reduzir, reutilizar, reciclar têm sido um mantra comum, com maior ênfase na reciclagem. No entanto, a reciclagem por si só não resolverá o nosso problema global de resíduos. A solução passa sim, pela redução na pressão sobre os sistemas naturais e aterros sanitários, onde a comunicação é o elemento-chave. As mensagens devem concentrar-se na redução do consumo e em manter os resíduos fora do ciclo global de lixo, algo que pode e deve ser conseguido ao encorajar a população a reduzir, reutilizar e recusar, ao invés de consumir e reciclar.

Uma das missões do Zoomarine é precisamente a sensibilização dos visitantes para assuntos tão pertinentes como este, e que se liga fortemente com a missão de conservação da biodiversidade e dos seus ecossistemas. Neste sentido, numa parceria com investigadores da Universidade de Oxford (RU) e Universidade da Florida (EUA), o Zoomarine realizou um estudo em alguns dos seus restaurantes para testar se diferentes mensagens reduziriam o uso de palhinhas de papel por parte dos visitantes, estudo este que foi agora publicado numa revista internacional (ler o artigo aqui). Os resultados revelaram-se promissores, mostrando que é efetivamente possível alterar os hábitos de consumo dos visitantes nestes artigos de uso singular que, para lá da redução da pressão no meio ambiente, leva ainda à redução de custos por parte de quem as aplica. Já diz o adágio popular “uma mão lava a outra e as duas lavam o rosto”.

E pese embora as palhinhas de papel tenham já sido retiradas dos restaurantes do Zoomarine por opção, esta é a prova de que uma escolha cuidadosa de frases pode efetivamente levar a uma mudança no comportamento do visitante, mesmo sem este estar consciente de que está a tomar a melhor opção ambiental.