Leo Middea lança novo single “Hello Goodbye”

Leo Middea, cantor e compositor, brasileiro (carioca), residente em Portugal há quatro anos, acaba de lançar o seu novo single “Hello Goodbye”, já disponível em todas as plataformas digitais. Uma celebração do seu quarto ano a viver em Portugal, que marca também o seu desejo de viajar pelo mundo e espalhar energia através da sua música: brasileira, autêntica e moderna. O single vem acompanhado de um videoclipe documental dos 4 anos de imigração artística do músico Leo Middea, com o selo da Amplifica Records e o apoio cultural da Redley Portugal.

Este novo single é um tema inédito que vem na sequência do seu último EP, Beleza Isolar e retrata o sentimento de viver um sonho, uma nova vida. Hello Goodbye foi concebido durante o isolamento provocado pela pandemia, com inspiração no inverno europeu e no sentimento  lusófono, representado pela palavra saudade, perfeito combustível para o artista compor. A pensar na sua terra natal e, mais ainda, nos seus pares, conterrâneos brasileiros, Leo Middea, a partir do seu apartamento em Lisboa,  inicia um diálogo com quem está do outro lado do Atlântico: “Ei você, como anda o Brasil? Eu to aqui com saudade, passando frio, mas tudo bem, eu to legal, eu to feliz, eu tô na Europa, que é chic demais dizer que está na Europa”. O músico ironiza de forma bem humorada sobre essa ideia de que viver na Europa é a resposta para tudo e questiona se será exatamente assim.

Leo faz das suas viagens uma fonte de descoberta e, especialmente, uma oportunidade para expandir as fronteiras da moderna MPB. “Ainda que esteja feliz onde estou, procuro sempre algo novo e Hello Goodbye traz claramente essa mensagem. A fome de mundo, o desejo de ir e vir, através da arte, sem nos fixarmos num lugar. Eu vejo a música como uma forma de encorajar as pessoas a ir para o mundo, independente de suas restrições financeiras, não fazer delas uma limitação para se projetar para longe.”  refere o a músico e compositor.

Leo Middea, conta já com quatro registos fonográficos, dois gravados no Brasil (Dois, 2014, e A Dança do Mundo, 2016) e dois em Portugal, Vicentina (2020), e Beleza Isolar (2020). Desde que rumou à Europa já tocou em Londres, Paris, Barcelona. Madrid, Galiza, República Checa, e no próximo dia 20 de Novembro atua no Festival Super Bock em Stock em Lisboa.