Cuca Roseta – A Madrinha que Inspira

O primeiro concerto pela paz aconteceu esta sexta feira, dia 27 de Setembro, no Sheraton Cascais Resort.

Neste concerto solidário, as receitas reverteram integralmente a favor da organização de direito pontifício Scholas Ocurrentes, que tem como missão unir os estudantes num programa educativo baseado na arte, no desporto e na tecnologia, promovendo desta forma a integração social, a inclusão e a cultura do encontro. Esta organização pertence à Fundação Mirpuri.

Houve a possibilidade de jantar nos magníficos jardins do Sheraton e assistir ao concerto da madrinha do projecto Cuca Roseta, ou assistir somente ao concerto.

Depois do jantar foi projectado um vídeo da Fundação e uma amostra do trabalho que as Scholas Ocurrentes fazem.

Logo a seguir foram chamados a palco todos os parceiros que promoveram este evento, o Presidente das Scholas Ocurrentes, o Presidente da Camara Municipal de Cascais, o Presidente da Fundação Mirpuri,  o Grupo Chiado e a fadista Cuca Roseta. E depois de agradecerem a todos e falarem da sua causa plantaram uma oliveira como símbolo da paz e da educação.

Quando terminaram saíram de palco e permaneceu Cuca Roseta que se fez acompanhar do pianista Ruben Alves, começando logo com “Rua do capelão” e Não demores”.

“Verdes são os campos” teve uma incursão no meio do tema “Alecrim”, num momento descontraído e leve.

A madrinha Cuca, referiu o quão especial era a música “Corsa” para ela, dizendo que este tema enche-lhe o espírito de Deus, e no final, todos aplaudiram determinados.

A última música tocada ao som do piano foi “Fado perseguição”.

De seguida entrou a Orquestra de Câmara de Cascais e Oeiras, com a direcção do maestro Nikolay Lalov, e tocaram “Fado Malhoa” e “Hortelã mourisca”.

O concerto foi avançando e aquecidos por mantas disponibilizadas pela organização, bem como com o embalo da música, foi possível ainda ouvir “Fado da entrega” e “Havemos de ir a Viana”.

Já se sentia que o final do concerto se aproximava, mas os acordes de “Marcha de Santo António” deixaram todos bem dispostos. “Foi Deus” e “Marcha da esperança” foram os temas que voltaram a dar uma grande satisfação à plateia.

Para o final deixou “Boa nova”, um tema que aborda a temática da paz e que acabou de forma grandiosa um concerto que deixou todos com vontade de voltar a presenciar um concertos incríveis!

Texto: Raquel Coelho