Alta Vibração no Terceiro Dia de O SOL DA CAPARICA

E ao terceiro dia cerca de 37 mil festivaleiros esgotaram o Parque Urbano da Caparica, neste que foi o último dia de festival O SOL DA CAPARICA, 17 de agosto.

Como era previsível as pessoas chegaram logo pela abertura das portas, sendo sábado e com um cartaz diversificado, não havia que perder pitada.

Inevitavelmente as filas para tudo fizeram muitos perder alguns inícios e finais de concertos.

Todos os três palcos encheram e como já é comum vemos as famílias a circular entre eles para, quanto mais não seja, verem um pouco de tudo.

O Palco SAGRES a começar com CAPITÃO FAUSTO para um pôr-do-sol em que, para quem foi assistir não arredou pé.

Mas no Palco FULLEST os PLUTONIO tiveram também direito a enchente, o público vibrou, pulou e dançou.

Voltamos para ao palco principal e é com BOSS AC que muitos recordam alguns temas da adolescência, temas bem conhecidos e que todos cantam.

É neste mesmo palco que se seguiu o brasileiro GABRIEL O PENSADOR com as suas mensagens criticas, sempre escritas e cantadas com a qualidade que lhe é conhecida.

Tempo depois para ouvir sonoridades como o pop e funk na voz de LUDMILLA, o recinto transbordava, todos fixados no palco e nos écrans a dança era presença em todas as canções.

Com o público a resistir, chegou RICHIE CAMPBELL que manteve a multidão ao rubro com os seus sons e ritmos, sempre em movimento pelo palco.

Com ele fechou-se os concertos dando entrada de KARETUS, a dupla de DJ’s de música electrónica, já passava da 1:30 horas da manhã. Podemos afirmar que a grande maioria de festivaleiros se manteve para acabar a noite em grande.

Alta vibração neste dia mas… Alta vibração é o que define estes três dias de O SOL DA CAPARICA.

Texto: Raquel Ataíde
Fotos: Jorge Torres Carmona

Flickr Album Gallery Pro Powered By: wpfrank