O Sol Fez Jus ao Nome do Festival na Caparica!

Dia 15 de Agosto, feriado, primeiro dia de Festival do SOL DA CAPARICA e o Sol foi mesmo o Astro Rei!

O calor fez-se sentir como até este verão ainda não se tinha sentido, a temperatura passou dos trinta graus, valeu o ventinho que amenizou o ambiente.

Foi um dia em cheio e agitado. Começou com a dificuldade no estacionamento e depois as filas para adquirir as pulseiras e aquele calor sempre de braço dado com o vento.

Já dentro do recinto se circulava e se procurava locais de sombra e junto ao Palco FULLEST elas eram procuradas pelos primeiros festivaleiros que abdicaram de um excelente dia de praia. Primeiro concerto às 17:00 com KYAKU KYADAFF & Rui Orlando. Nós, só os apanhamos nas últimas músicas mas o recinto mexia ao som dos ritmos africanos, para logo de seguida pelas 18:15 horas, LEO PRÍNCIPE / HALISON PAIXÃO / TWENTY FINGERS.

Tempo de ir espreitar o Palco LICOR BEIRÃO ou o denominado Palco Comédia, estreia deste festival, partilhar a música com a comédia.

Foi aqui que encontramos já o DÁRIO GUERREIRO, comediante algarvio e claro que com a pronúncia algarvia, o resultado foram as gargalhadas e palmas.

Sai Dário e entrou EDUARDO MADEIRA, aquele jeito, aquele timbre, todo ele já dá vontade de rir e foi assim, sempre.

20:00 horas Palco SAGRES e para abertura D.A.M.A. A área recheada de jovens, bem… de jovens e não só, estes rapazes puxaram outras gerações, portanto as famílias foram vê-los também, que não se acanharam a cantar e aplaudir.

21:05 hora prevista para DAVID CARREIRA, com o recinto repleto com o mais variado público. Em palco a cor e o movimento encheu o coração de fãs e de curiosos.

Mantivemo-nos no palco SAGRES para depois das 22:10 subir MAYRA ANDRADE. Que vibração. O tempo manteve-se ameno dando ao recinto o aconchego das raízes cabo verdianas da cantora.

O último concerto do palco FULLEST aconteceu depois das 23:10 horas com LINDA MARTINI, fomos dar uma espreitadela e para quem gosta daqueles sons, manteve-se firme até ao último acorde!

Voltámos ao palco SAGRES, ANSELMO RALPH chegou bem depois das 23:30, veio de calções e camisa em tons frescos e com muito padrão, a simpatia de sempre e a puxar pela plateia.

A noite já ia longa e muitas emoções já vividas, chegou-nos MATIAS DAMÁSIO, perto da uma da manhã. O charme e a elegância tomaram conta do palco SAGRES, e a emoção não faltou.

Saldo positivo para este primeiro dia de SOL DA CAPARICA em que o tempo foi forte aleado.

Texto: Raquel Ataíde
Fotos: Jorge Torres Carmona

Flickr Album Gallery Pro Powered By: wpfrank