13ª Edição do Festival Internacional de Cinema de Terror de Lisboa MOTELX de 10 a 15 Setembro

No dia 16 de Julho foi apresentada a 13ª edição do MOTELX, o Festival Internacional de Cinema de Terror de Lisboa, que vai decorrer de 10 a 15 de Setembro, no Cinema São Jorge.

O cabeça de cartaz será “Midsommar” de Ari Aster e o realizador estará no MOTELX para apresentar o seu novo filme e uma sessão especial de “Hereditário”. Nas longas-metragens incluem-se, ainda, o regresso das irmãs Soska, também conhecidas como Twisted Twins, com o remake do clássico “Rabid” de Cronenberg, o apocalíptico norueguês “The Quake” de John Andreas Andersen, “The Lodge” de Veronica Franz e Severin Fiala, realizadores do aclamado “Goodnight Mommy” e o primeiro filme de terror de Fatih Akin, “The Golden Glove” cuja violência atordoou o último Festival de Berlim.

Destaque, ainda, para a estreia mundial de um filme de terror português “Faz-me Companhia” de Gonçalo Almeida, vencedor do Prémio MOTELX para Melhor Curta de Terror Portuguesa em 2017 com “Thursday Night”, “A Sombra do Pai” da brasileira Gabriela Amaral Almeida e na secção Quarto Perdido dois slashers portugueses “O Construtor de Anjos” de Noronha da Costa (1978) e “Rasganço” de Raquel Freire (2001).

E como este ano a 13ª edição do MOTELX coincide com uma 6ª feira 13, irá haver uma sessão especial de “Friday the 13th”, bem como o novo documentário de Alexandre O. Philippe “Memory: The Origins of Alien” para comemorar os 40 anos de “Alien” e a reposição desse filme de culto de Ridley Scott, com uma cópia 4K restaurada.

As curtas-metragens portuguesas continuam a ocupar um lugar de destaque na programação, com o prémio MOTELX – Melhor Curta de Terror Portuguesa a incentivar a produção nacional de cinema de género, que este ano conta com dez filmes em competição, a disputar o maior prémio atribuído a curtas-metragens em Portugal, no valor de 5000 €. O vencedor deste prémio fica ainda nomeado para o Méliès d’Or, galardão atribuído anualmente pela Federação Europeia de Festivais de Cinema Fantástico.

O realizador João Pedro Rodrigues de “O Fantasma” e “O Ornitólogo” será o curador e apresentador deste ano das curtas portuguesas de terror, como parte da Carta Branca aos Realizadores Portugueses promovida pela Agência da Curta-Metragem por ocasião do seu vigésimo aniversário.

A secção Lobo Mau, dedicada aos mais jovens, propõe uma programação diversificada, que vai desde os filmes de animação “O Pequeno Vampiro”, “Um Susto de Família” e muitos Sustos Curtos até workshops de criação de filmes, monstrinhos, bonecos de luz e guloseimas temáticas, sem esquecer o popular peddy paper pelo Cinema São Jorge.

Dos eventos paralelos que animam o Festival destaque para o célebre MOTELquiz, o lançamento de dois livros inéditos em Portugal “Profondo Nero”, volume da série de banda-desenhada Dylan Dog escrito por Dario Argento e “As Histórias do Rei Amarelo”, de Robert W. Chambers. Um workshop da Rub-a-duckie para quem quiser aprender a fazer adereços comestíveis assustadores e uma masterclass para os fãs de efeitos especiais, pelo estúdio Nu Boyana Portugal, que participou na pós-produção do blockbuster “Hellboy” (2019).

Os eventos de Warm-Up do MOTELX estão marcados para 5, 6 e 7 de Setembro e serão anunciados no próximo mês, tal como a programação completa do Festival.

Texto: SM
Fotos: Jorge Torres Carmona