Santa Casa Alfama – Palco Santa Casa

Palco Santa Casa

  • Dia 27
    No primeiro dia, Ana Moura regressa a Alfama para um concerto imperdível. Depois do sucesso de “Desfado” (o disco mais vendido em Portugal nos últimos dez anos) e “Moura”, editado em 2015, a fadista continua a trilhar um caminho que personaliza o seu Fado como uma música aberta ao mundo e sintonizada com a contemporaneidade. Prepara-se para editar um novo disco com a produção do norte-americano Emile Haynie.

E esse é mais do que um bom motivo para querer ver e ouvir Ana Moura já na próximo mês de setembro, em Alfama.

No mesmo dia, o fadista Marco Rodrigues regressa ao festival para um concerto que promete marcar a diferença. Os convidados são Marisa Liz e Tiago Pais Dias dos Amor Electro. “Amor Em Construção” é um sucesso que junta as vozes de Marco Rodrigues e Marisa Liz, assinado por Marisa com Tiago Pais Dias. Esse será certamente um dos momentos altos da noite.

Ainda no dia 27, o Palco Santo Casa recebe aquela que é já uma certeza no Fado. Quando se dizia que Sara Correia tinha o futuro pela frente, não se podia imaginar que este presente fosse já tão brilhante. O disco homónimo editado em 2018 confirmou-a como uma das vozes do momento. Em setembro, a fadista de Marvila promete conquistar Alfama com a sua garra e irreverência.

  • Dia 28
    Ricardo Ribeiro está de regresso ao Santa Casa Alfama para atuar no dia 28 de setembro. Discos como “Porta do Coração”, “Largo da Memória” ou “Hoje É Assim, Amanhã Não Sei” marcam o percurso desta voz maior da música portuguesa.

Em 2019 regressou aos discos com “Respeitosa Mente”, acompanhado pelo pianista português João Paulo Esteves da Silva e pelo percussionista norte-americano Jarrod Cagwin. A poderosa voz de Ricardo Ribeiro continua a encantar e a arrebatar plateias e é isso que voltará a acontecer em Alfama, no próximo mês de setembro.

Com dez discos editados, centenas de concertos nos mais prestigiados palcos nacionais e internacionais, Katia Guerreiro é uma das vozes mais queridas do público português. Em 2018 editou um novo disco. “Sempre” voltou a surpreender a crítica e os fãs com um trunfo inesperado para muita gente: a produção sábia, cirúrgica e imaculada de José Mário Branco. O concerto no Festival Santa Casa Alfama vai passar por alguns desses temas, no Palco Santa Casa.

Amália Rodrigues é o nome maior do Fado, a grande voz do século XX português. É natural que qualquer fadista queira ter o privilégio de cantar temas do reportório da fadista, perpetuando no tempo o legado único da nossa diva. No ano em que passam 20 anos sobre a sua morte e a um ano do seu centenário de vida, o Santa Casa Alfama apresenta um Tributo a Amália, com três fadistas que prestam homenagem à voz de Amália e ao seu reportório. São três fadistas que se complementam precisamente na sua diferença. Diamantina, Gonçalo Salgueiro e Tânia Oleiro prometem um concerto memorável, dia 28, no Palco Santa Casa.