Úrsula e Tamara Lopez em Bailándote “Tributo Paco Lucia”

O conceito do espetáculo, musicalmente ordenado por Javier Patino, guitarrista de Jerez de la Frontera, Tamara e Úrsula López, são praticamente os mesmos onde as novas influências do contemporâneo se sobrepõem à expressão mais “jonda”, dando assim riqueza a cada movimento através dos braços virtuosos.

Claro, sempre voltando à essência, ao “jondo” ou ao folclore. Qualquer detalhe é cuidado e os trajes de toda a gala tornam cada número especial. Emoção e elegância num espetáculo dedicado ao Grande Mestre.

A sensualidade dos movimentos convida-nos à transgressão da dança que é harmonizada quando pensamos sobre o caminho que Paco de Lucía empreendeu ao romper barreiras musicais, já que não há mensagem sem intenção e as bailaoras conseguiram com o cante de Gema Caballero, lembrar a universalidade do flamenco.

Um espetáculo trabalhado com amor. Úrsula e Tamara, duas irmãs nascidas no baile que vêm a Portugal para lembrar também o sangue português do Mestre.