Tiago Foi o Centro Literalmente Num Espectáculo de Presença e Voz Únicas!

O recinto era redondo mas o palco, esse era quadrado. Em cada canto, um músico da banda. No meio, três microfones. Tiago Bettencourt atuou no centro da sala com panorama dos 360º.

Foi em lisboa no Coliseu dos Recreios, dia 6 de dezembro pelas 21h30, com sala cheia de gente com vontade de o ter ali, pertinho, para sentir, quase para tocar!

Do quadrado saíram luzes, o efeito foi harmonioso quando acompanharam as músicas, a sala manteve-se escura e o efeito dos focos de luz sobressaia embora sempre no registo simples mas cinematográfico.

A música de Tiago evidencia-se, não é o palco, não é o cenário, é o som, é ele, a forma como canta e se entrega a cada melodia com aquela voz, muito própria e única. Além disso o músico gosta de se dirigir ao público, e entre fãs, gente amiga e ele gosta de conversar com todos eles, e todos eles reagem, riem-se, assobiam, mandam palavras, e um “faz-me um filho” ouviu-se num espaço que se encontra em silêncio quando Tiago fala, claro, gargalhada geral.

Do alinhamento ouviu-se “Diz sim”, “Maria”, “Partimos a Pedra”, “Dragão”, cantou duas músicas com Daniel dos HMB “Absolute Begginers” e “Canção do Engate”. Em palco também esteve um coro de vozes jovens. Para o encore “Se me Deixasses Ser”, “Manhã” e “Morena”.

Foi bom, descontraído, quase que, uma tertúlia num final de dia, a meio da semana. Haja noites assim onde se conversa com música!

Texto: Raquel Ataíde
Fotos: Jorge Torres Carmona

Flickr Album Gallery Pro Powered By: wpfrank