Pedro Caldeira Cabral com Concerto Atlântico a 04 Novembro – 16:30 no Convento de São Pedro de Alcântara

Fundado e dirigido por Pedro Caldeira Cabral, o Concerto Atlântico é um grupo formado por especialistas na interpretação de música dos séculos XV a XVII, explorando o vasto espólio patrimonial do Cancioneiro Musical Manuelino e utilizando instrumentos históricos (cópias de instrumentos da época) com critérios interpretativos que procuram valorizar aspetos da expressividade deste reportório.

No ano em que comemoram 25 anos do lançamento do seu álbum “Meus Olhos Vão Pelo Mar…” apresentam-se na 30ª Temporada do ciclo “Música em São Roque”, no dia 4 de Novembro no Convento de São Pedro de Alcântara pelas 16h30.

O nome deste grupo é constituído por duas palavras com significado particularmente rico e diretamente relacionadas com a música que interpreta: a palavra Concerto era usada no Renascimento para designar conjuntos instrumentais ou grupos de vozes e instrumentos tocando simultaneamente; o Atlântico é a matriz, espaço e símbolo, via que possibilita no passado o sonho da expansão e o encontro de culturas e povos que nos enriquece o presente.

É até hoje o único quinteto de Violas de Arco em Portugal com atividade regular, sendo os seus membros polinstrumentistas e formando também atualmente o único coro de Charamelas no nosso país. Tem realizado programas especiais com formações corais de adultos e crianças, bem como com atores e bailarinos especializados na dança renascentista.

Formado em 1991, o Concerto Atlântico tem efetuado inúmeros concertos no país e no estrangeiro, destacando-se Holanda (Utreque, Holland Festival, 1992), Marrocos (Rabat, 1992 e 1993), França (Paris, 1993 e 1994), Inglaterra (Londres, 1994) e Alemanha (Berlim 2007).


Ficha técnica:  

Pedro Caldeira Cabral – Direcção
Maria Repas Gonçalves – Soprano, tambor e pandeireta
Susana Moody – Contralto e viola de arco
Nina Repas Gonçalves – Contralto e viola de arco
Joaquim António Silva – Viola de arco, alaúde e viola de mão
Pedro Caldeira Cabral – Viola de arco, flautas e tamboril
Duncan Fox – Viola contrabaixo e percussão
Helder Rodrigues – Sacabuchas